Segunda, 24 de junho de 2024
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
10/06/2024 19h07

Dois principais foragidos do sul do RS são presos vivendo luxuosamente em Tubarão

A investigação, que durou cerca de um mês, revelou que os foragidos ostentavam uma vida de riqueza e utilizavam documentos falsos

Em uma operação realizada no último sábado, 8 de junho, a Polícia Civil de Santa Catarina prendeu os dois principais foragidos do Sul do Estado, que lideravam um grupo criminoso em Pelotas e na região sul. A ação foi fruto do trabalho da 2ª Delegacia de Polícia de Pelotas, que identificou a dupla vivendo de forma luxuosa com documentos falsos em Tubarão.



A investigação, que durou cerca de um mês, revelou que os foragidos ostentavam uma vida de riqueza e utilizavam documentos falsos para manterem-se ocultos. Foram apreendidos documentos utilizados pelos suspeitos, celulares, carteiras de identidade falsas das companheiras dos indivíduos, além de três veículos, incluindo um Porsche avaliado em quase R$ 700 mil.



"Nossa equipe fez um trabalho de inteligência que analisou diversas informações e, a partir do cruzamento de dados, conseguiu identificar que os foragidos número 1 e 2 de Pelotas estavam vivendo como pessoas bem-sucedidas, utilizando veículos luxuosos e seguindo a cadeia de comando das ações do grupo criminoso," afirmou o Delegado titular da 2ª DP, César Nogueira.



Nos últimos dez meses, a dupla movimentou mais de R$ 25 milhões. Um dos presos tinha mais de 50 anos de pena a cumprir e estava foragido desde que rompeu a tornozeleira eletrônica em 2021. O outro havia rompido a tornozeleira em janeiro deste ano. A polícia destaca que os crimes cometidos pelos foragidos incluem lavagem de dinheiro, e que a estrutura criminosa permitia a apropriação de dinheiro ilícito para reinseri-lo no mercado de forma legal.



"São diversos crimes praticados pelos foragidos, dentre os quais o de lavagem de dinheiro. A estrutura criminosa foi se organizando e evoluindo para que eles se apropriassem do dinheiro ilícito e o recolocassem no mercado como valores monetários lícitos," explicou o Delegado César Nogueira.

 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após os procedimentos de praxe, os indivíduos foram encaminhados ao Sistema Prisional, onde aguardam julgamento pelos crimes cometidos.



Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/GFBj961lXAC5HR6GTjhg4J


Fonte: Redação
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.