Quinta-feira, 17 de junho de 2021
Buscar
Fechar [x]
GERAL
08/01/2021 11h25

Anvisa recebe pedido de uso emergencial do Butantã para liberar Coronavac

O Butantã afirma que a Coronavac tem eficácia de 78% para evitar casos leves do novo coronavírus e de 100% para quadros moderados e graves

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu hoje (8) o pedido de autorização temporária de uso emergencial e em caráter experimental da Coronavac. A solicitação foi enviada pelo Instituto Butantã, que conduz os estudos brasileiros contra a Covid-19, desenvolvido pela empresa chinesa Sinovac.  



A agência prevê até 10 dias para a avaliação do pedido. Sem detalhar os dados, o Butantã afirma que a Coronavac tem eficácia de 78% para evitar casos leves do novo coronavírus e de 100% par quadros moderados e graves. O Ministério da Saúde pretende comprar 100 milhões de doses da vacina neste ano, o que significa toda a a produção do instituto.



A Anvisa deu início à triagem dos documentos presentes na solicitação e da proposta de uso emergencial que o laboratório pretende fazer.



As primeiras 24 horas serão utilizadas para fazer uma seleção do processo e checar se todos os documentos necessários estão disponíveis. Caso tenha a ausência de alguma informação importante faltando, a Anvisa pode pausar o prazo e pedir as informações adicionais ao laboratório.



Para fazer sua avaliação, a Anvisa vai utilizar as informações apresentadas junto com o pedido e as já analisadas por meio da Submissão Contínua. A análise do pedido de uso emergencial é feita por uma equipe multidisciplinar, envolve especialista das áreas de registro, monitoramento e inspeção.



A equipe vem atuando de forma integrada, com as ações otimizadas e acompanhadas pela Comissão que envolve três diretorias da Agência.




CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A meta da Anvisa é fazer a análise do uso emergencial em até 10 dias, descontando eventual tempo que o processo possa ficar pendente de informações, a serem apresentadas pelo laboratório.



A Agência atua conforme os procedimentos científicos e regulatórios, os quais devem ser seguidos por aqueles que buscam o a autorização de vacinas para serem utilizadas na população brasileira



Fonte: O Estadão/Edição Hora Hiper/Foto: Nelson Almeida/AFP/Divulgação
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Demand Tecnologia