Terça, 19 de outubro de 2021
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
13/10/2020 10h16

Pandemia afetou diagnóstico e tratamento do câncer de mama no SUS

Especialistas em saúde dizem é hora de retomar os atendimentos; deputada, porém, afirma que não há recursos para atender à demanda reprimida.

A redução no diagnóstico de câncer em função da pandemia de Covid-19 é uma realidade no mundo todo. A afirmação foi feita pela coordenadora da Oncologia Clínica do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, Maria Del Pilar, durante debate promovido pela Secretaria da Mulher da Câmara nesta sexta-feira (9).



Dados do Ministério da Saúde mostram que 41% dos países interromperam o rastreamento da doença após orientação da Organização Mundial de Saúde. No Brasil, entre janeiro e julho de 2020, o número de mamografias de rastreamento caiu quase pela metade em relação ao mesmo período do ano passado, além de queda de 4% no número de cirurgias. O câncer de mama é o que mais acomete mulheres no Brasil e no mundo. Aqui, estima-se que há mais de 60 mil novos casos por ano. Em 2018, mais de 17.500 pessoas morreram por câncer de mama.



Deputadas e convidados discutiram sobre o adiamento do diagnóstico e do tratamento de câncer no Sistema Único de Saúde (SUS) nos últimos meses. De acordo com pesquisa da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), a principal reclamação entre as pacientes atendidas desde o inicio da pandemia foi sobre o cancelamento das consultas — três em cada 10 relataram esse problema. 22% tiveram as cirurgias canceladas; 16% não conseguiram agendar exames; e quase 10% disseram que não havia agenda para inicio de seu tratamento.



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Hora de retomar os cuidados?

Maria del Pilar diz que a orientação para que, no pico da pandemia, as mulheres deixassem de procurar os serviços de saúde foi acertada, pois o sistema estava sobrecarregado e não havia muito conhecimento sobre a nova doença. Mas que agora, com segurança e protocolos adequados de atendimento, as mulheres já podem voltar a buscar os serviços médicos.



“62% esperam o fim da pandemia pra retomar consultas medicas e exames de rotina. Percentual aumenta no grupo de risco pra Covid e também de câncer de mama. Não sabemos quando vai terminar. Então não pode esperar tempo indeterminado pra voltar pro atendimento médico”, afirma.

Outubro Rosa

O debate, mediado pela deputada Liziane Bayer (PSB-RS), faz parte da programação do Outubro Rosa 2020 e tem o apoio da Primeira-Secretaria e da Comissão dos Direitos da Mulher da Câmara, em parceria com o Senado, por meio da Procuradoria Especial da Mulher, da Comissão Permanente Mista de Combate à Violência contra a Mulher, do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça e da Liga do Bem.

Fonte: Agência Câmara de Notícias
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.