Sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Buscar
Fechar [x]
POLÍTICA
26/10/2020 10h55

Daniela Reinehr assume o Governo nesta terça-feira, 27 de outubro

Depois de ter sido inocentada, a vice de Moisés será a primeiro mulher a governar o estado de SC.

Com a decisão do Tribunal Especial de Julgamento de aceitar a denúncia contra o governador Carlos Moisés (PSL), por causa do aumento salarial dos procuradores do estado, ele será afastado do cargo a partir de amanhã, terça-feira (27). Com isso, quem assume de forma interina o cargo é a vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido).



"É uma honra, mas uma responsabilidade muito grande, e o fato de ser a primeira mulher a governar Santa Catarina aumenta ainda mais essa responsabilidade. Tenho que honrar essa missão”, disse Reinehr no fim da sessão.



Natural de Maravilha, no Oeste catarinense, a próxima governadora do estado têm 43 anos. Advogada, produtora rural e ex-policial militar, Daniela vive em Chapecó. Advogando atuou como advogada nas áreas de direito empresarial, administrativo, civil e também comércio exterior.



Inicialmente, denunciada junto com o governador, no segundo pedido de impeachment contra Moisés, no caso dos 200 respiradores comprados por R$ 33 milhões com dispensa de licitação, viu a denúncia contra ela ser arquivada, pela comissão especial da Alesc que analisou o tema.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tribunal de julgamento 



A sessão do Tribunal Especial e Conjunto, iniciou por volta das 10 horas da manhã da sexta-feira (23) e terminou às 2h do sábado. O encontro ocorreu no plenário Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis. Enquanto Carlos Moises cumpria agenda no sul e oeste do estado, a vice-governadora acompanhou a sessão na própria assembleia.



Ainda conforme as informações, o Governador levou seis votos a favor do recebimento da denúncia e quatro contra. Já no caso de Daniela, houve empate no caso ouve empate, razão pela qual o presidente do tribunal de julgamento, desembargador Ricardo Roesler, precisou proferir o voto de minerva livrando a vice-governadora da denúncia.



Enquanto Moisés fica afastado, o tribunal, formado por deputados e desembargadores, precisa fazer o julgamento dele. 



O pedido de impeachment tem como justificativa uma suspeita de crime de responsabilidade cometido ao ser dado aumento salarial aos procuradores do estado, por meio de decisão administrativa, com o intuito de equiparar o salário deles aos dos procuradores da Alesc 



O reajuste ocorreu no ano passado. O autor do documento é o defensor público Ralf Zimmer Junior. Segundo ele, o reajuste deveria ter sido feito por meio de aprovação de projeto de lei na assembleia. 

Fonte: Redação
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.