Quarta-feira, 18 de maio de 2022
Buscar
Fechar [x]
GERAL
13/05/2022 17h23

São Ludgero chega a 24 focos do Aedes aegypti; apoio do Exército é solicitado

Denúncias podem ser feitas pelo aplicativo Whatsapp (48) 3657-1938

Para discutir sobre o aumento expressivo do número de focos do mosquito Aedes aegypti em São Ludgero e direcionar ações, uma reunião ocorreu hoje (13) no gabinete da prefeitura.

O município chegou a 24 focos do mosquito, sendo 10 identificados nos últimos dias após as chuvas. A ampliação das ações de enfrentamento será colocada em prática na próxima semana. Entre estas, o Dia D contra o Aedes Aegypti que será realizado no dia 21 deste mês, com a participação de vários órgãos públicos e segmentos da sociedade.

A secretária de Saúde encaminhou um ofício solicitando o auxílio à 3ª Companhia do 63º Batalhão de Infantaria Motorizada de Tubarão para ação de vistoria, orientação e limpeza nas áreas de foco. “É necessário quebrar o ciclo de desenvolvimento do mosquito (que acontece em cinco dias) antes de ter casos positivos para Dengue. Para isso precisamos do auxilio da população”, salientou Morgana Rech da Silva.

As Agentes de Combate a Endemias, Jéssica Pignatel e Aline Dutra, informam que os focos confirmados estão localizados nos seguintes bairros:

Bairro Dona Jordina - 2

Nossa Senhora Aparecida - 1

Beira Rio - 4

Parque das Acácias - 9

Madre Tereza - 3

Centro - 2

Divina Providência - 2

Encosta do Sol - 1

 “A situação chegou ao limite, é preciso que as pessoas abracem de verdade o combate com ações preventivas ou nossa amada cidade entrará numa situação de infestação em relação ao mosquito”, enfatizou o prefeito Ibaneis Lembeck.

No total, São Ludgero possui 60 armadilhas e oito pontos estratégicos. A equipe da Vigilância em Saúde aponta como um dos problemas, que agrava ainda mais a situação, o fato de continuarem sendo jogados recipientes em terrenos baldios que acumulam água.

 Até o momento existe a notificação de seis casos suspeitos de Dengue, sendo cinco descartados e um aguarda resultado.

A secretária da Saúde solicita que as famílias recebam as Agentes Comunitárias de Saúde durante a visita domiciliar onde estarão verificando a presença de locais propícios ao desenvolvimento do mosquito. Denúncias poderão ser encaminhadas através do número (48) 36571938 pelo aplicativo do WhatsApp.

Saiba quais as ações preventivasr: 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

·         Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;

·         Lavar com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;

·         Manter caixas d’agua bem fechadas;

·         Remover galhos e folhas de calhas;

·         Não deixar água acumulada sobre a laje;

·         Encher pratinhos de vasos com areia até a borda;

·         Trocar água dos vasos e plantas aquáticas;

·         Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;

·         Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;

·         Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;

·         Acondicionar pneus em locais cobertos;

·         Fazer sempre manutenção de piscinas;

·         Tampar ralos;

·         Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;

·         Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água, entre outras ações preventivas.

Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do WhatsApp. https://chat.whatsapp.com/JBufyOx032T3Jer1iObXse



 


Fonte: Redação
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.