Sexta-feira, 17 de setembro de 2021
Buscar
Fechar [x]
GERAL
28/01/2021 13h34

Sambaquis são cercados e sinalizados no Farol de Santa Marta

O cercamento foi instalado de forma a evitar a passagem de veículos, principalmente motocicletas, no sítio arqueológico Santa Marta III

Os sambaquis próximos ao Farol de Santa Marta, em Laguna (SC), estão recebendo sinalização e cercamento. A ação foi definida pela superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em Santa Catarina (Iphan-SC) como parte das medidas de preservação do Patrimônio Cultural arqueológico. O trabalho foi iniciado na primeira quinzena de janeiro e a previsão é que seja entregue até março deste ano.



Nesta região do Farol já existem mais de 10 sambaquis cercados e sinalizados. Ao todo, no litoral de Jaguaruna a Laguna, são identificados 60 sambaquis.



O cercamento é instalado de forma a evitar a passagem de veículos, principalmente motocicletas, no sítio arqueológico Santa Marta III, do tipo “sambaqui”. De acordo com o Iphan-SC, este tipo de sítio é composto por grandes montes ou montículos que, por apresentarem obstáculos atrativos aos amantes de aventuras e trilhas, são impactados por esses esportes, como o motocross. Por isso, um dos objetivos da ação é contribuir para a valorização da região, além de delimitar o acesso ao local, com intuito de protegê-lo.



CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O cercamento é instalado de forma a evitar a passagem de veículos. Crédito: Ana Paula Cittadin“Os montículos são muito mais que aglomerados de conchas. São resquícios e bens que chegaram até o presente e nos permitem saber mais sobre as populações que aqui viveram e enterraram seus mortos há alguns milhares de anos”, comentou a superintendente do Iphan em Santa Catarina, Liliane Janine Nizzola.



A sinalização será composta por cinco placas informativas e cinco placas sensibilizadoras/educativas acerca do bem preservado. A superintendente explica que quem passar pelo local poderá conhecer mais sobre esses bens. Todo o processo de cercamento é acompanhado por arqueólogos e é feito de forma a não impactar os bens arqueológicos.



Grande parte dos sítios arqueológicos de Santa Catarina foram identificados no século passado pelo pesquisador João Alfredo Rohr, que já naquela época versava sobre a pressão sofrida pelos sítios em decorrência das atividades de mineração, por uso e ocupação da comunidade e avanços imobiliários. Como estas áreas carecem de delimitação e cercamento, encontram-se suscetíveis a impactos antrópicos diversos, inclusive o trânsito de veículos motorizados sobre as áreas expostas dos sambaquis.

Fonte: Redação
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.