Quarta-feira, 27 de outubro de 2021
Buscar
Fechar [x]
GERAL
22/02/2021 10h15

Confira como está o mercado de milho no Brasil

Com atenção focada na colheita da soja, mercado de milho do Paraná se mantém lento

Produto essencial para a produção catarinense de proteína animal, o mercado do milho nunca foi tão observado e tão comentado, como vem sendo desde meados de 2020. Com o preço em alta o e o grão valorizado compradores e produtores vivem momentos bem distintos. Se de um lado o alto valor tem contribuído especialmente para quem vende o produto, no outro lado produtores de suínos e aves, veem com muita preocupação tudo que vem acontecendo, já que caso nada mude e os preços não diminuam, poderemos ter diversos problemas. Um exemplo desses problemas, já é visto no caso dos suínos produzidos no vale do Braço do Norte, onde produtores não terão mais como arcar com os prejuízos que já que estão perdendo em média R$ 1 a cada quilo do suíno vendido nas granjas.



Com atenção focada na colheita da soja, mercado de milho do Paraná se mantém lento. “As tradings e o mercado de forma geral pareceram mais atentos à colheita da soja no dia de hoje no Paraná do que em relação ao milho. Com a entrada de safra, a oleaginosa começa a cumprir contratos futuros estabelecidos no ano passado e que, neste momento, encontram-se atrasados em relação às entregas. Os lotes pontuais comercializados foram vistos na região do Sudoeste, Oeste e Campos Gerais. No Sudoeste, pequenos lotes saíram a R$ 81,00 a saca, FOB produtor, com pagamento para 30 dias”, indica.



Em Santa Catarina existem indicações de R$ 86,50 para milho do Mato Grosso do Sul. “Com exceção de lotes pontuais em direção a grandes indústrias, o mercado de Santa Catarina apresentou pouca movimentação nesta sexta. A avaliação dos agentes de mercado, consultados pela T&F Consultoria, foi de que este foi o dia mais lento em comercialização de milho na semana, onde quase não se viram lotes e nem compradores”, completa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o que informou a TF Agroeconômica, o mercado de milho do estado do Rio Grande do Sul tem indústrias apenas apostando no março. “Nossos correspondentes do Rio Grande do Sul comentaram sobre as pedidas de lotes de grandes indústrias com entrega no março no dia de hoje, em uma faixa de preços de R$ 85,00 com pagamentos longos, de cerca de 75 dias. Nesta ideia, lotes foram comercializados CIF Marau e Arroio Grande”, comenta a consultoria.



O Mato Grosso do Sul tem negócios em Maracaju e Campo Grande a R$ 73,00. “Na disputa pelo mercado, o Mato Grosso do Sul vem sofrendo com a alta dos fretes. Como o mercado é basicamente vendedor, com o início da colheita, o desconto é aplicado do lado vendedor”, conclui.



Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do WhatsApp. Acesse https://chat.whatsapp.com/HeG3PqbYKi46U6f677uvai


Fonte: Agrolink
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.