Sábado, 15 de junho de 2024
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
26/05/2024 17h01

Homem mata inquilina de namorada enquanto ela dormia com filho de 2 anos, filma corpo e é preso em SC

Dona da casa também é investigada, segundo a Polícia Civil. Criança foi encaminhada ao Conselho Tutelar, em Guaramirim

Foto: Redes sociais/Divulgação

Uma mulher foi assassinada enquanto dormia ao lado do filho, de 2 anos, em Guaramirim, no Norte de Santa Catarina. O suspeito do crime é o companheiro da proprietária do imóvel, onde a vítima residia como inquilina. Após o crime, ele filmou a cena e foi preso em flagrante pela Polícia Militar.

A ex-companheira dele está em liberdade, mas também é investigada. A criança foi encaminhada ao Conselho Tutelar.

A delegada Roberta Franco França informou, neste sábado (25), que o suspeito teve a prisão preventiva decretada. Disse, também, que ele confessou o crime para a PM, mas na delegacia mudou a versão

"Em interrogatório ele negou que tenha sido ele. Afirmou que foi a ex-companheira e que ele somente teria feito o vídeo da vítima", disse a delegada.

A vítima, Juliana Grasiela Pinheiro Wirth, tinha 40 anos. A identificação dela foi confirmada por uma amiga de longa data, que ainda acrescentou que o filho tinha necessidades especiais.

"Era uma ótima mãe, nunca fez mal a ninguém. Era uma guerreira", lamentou.

 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Homicídio



Casa onde inquilina foi assassinada em Guaramirim — Foto: Polícia Militar/Divulgação



Casa onde inquilina foi assassinada em Guaramirim — Foto: Polícia Militar/Divulgação

O homicídio ocorreu na madrugada de sexta-feira (24). O suspeito teria invadido a residência, alugada pela vítima, e a esfaqueado até a morte. Depois, segundo relatório da PM, teria confessado o crime à companheira e enviado um vídeo do corpo para que ela acreditasse.

Ao ver as imagens, a mulher teria passado mal e precisado de atendimento médico. Foi quando a polícia foi acionada e soube do assassinato.

Segundo a delegada, a motivação do homicídio foi uma denúncia feita na delegacia contra o suspeito e a ex-companheira dele, a princípio. Ela não detalhou sobre o que tratava a acusação.



"Esta [a dona da casa] achava que pudesse ter sido a vítima quem fez a denúncia. Mas não foi", completou

Fonte: Redação/G1
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.