Terça, 23 de julho de 2024
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
07/03/2024 09h22

Câmera flagra casal com mala usada para esconder corpo de menina em SC

Mãe e padrasto confessaram que mataram a menina de 3 anos e depois colocaram o corpo em uma mala

Imagens chocantes divulgadas pela Polícia Civil nesta quarta-feira (6) revelam o desfecho da busca por Isabelle de Freitas, uma menina de apenas 3 anos que estava desaparecida em Indaial. O corpo da criança foi encontrado dentro de uma mala, e a investigação aponta para um cenário de brutalidade e crueldade.

De acordo com o delegado de Polícia Civil de Indaial, Filipe Martins Alves Pereira, a pequena Isabelle foi espancada até a morte e, em seguida, enterrada em uma região de mata próxima à residência da família. As imagens mostram a mãe e o padrasto da criança puxando a mala onde o corpo foi transportado.

O casal, após cometer o crime, concordou em se livrar do corpo. Utilizando a mala como meio de transporte, eles enterraram a menina nas proximidades da BR-470.

A reviravolta na investigação ocorreu quando divergências e narrativas controversas começaram a surgir. Testemunhas ouvidas na quarta-feira relataram ter ouvido uma discussão dentro da casa na segunda-feira, o dia em que a criança foi morta.

O que inicialmente parecia um sequestro ganhou contornos ainda mais sombrios. O casal simulou a presença de um suposto veículo cinza no local, tentando criar a ilusão de que a criança havia sido sequestrada dentro de casa. No entanto, a polícia desvendou a farsa: o carro era, na verdade, um veículo de aplicativo contratado pelo padrasto, que permaneceu parado por apenas alguns minutos antes de cancelarem a corrida.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O depoimento

Interrogados pelo delegado, mãe e padrasto confessaram o assassinato da criança durante depoimento prestado junto à Polícia Civil. O casal contou que os atos de violência eram recorrentes e usados como forma de “correção”. Além disso, o padrasto disse que a mãe da criança também teria batido na menina.

“Quando eles perceberam que não tinham mais escapatória, que a policia tinha descoberto e avançado bastante, apesar de uma investigação de menos de 24 horas, o padrasto da criança confessou e disse que teria iniciado as agressões, mas que a mãe também participou”.

“Em determinado momento a criança teria evoluído ao óbito e então eles tiveram a ideia de se livrar do corpo. Eles colocam a criança dentro de uma mala e saem os dois com a criança dentro da mala e levam ela para uma área de mata ali na BR-470, uma área de mata fechada, bem distante e enterram essa criança ali”, complementou o delegado.

Foi o padrasto da menina que indicou o local onde estava o corpo enterrado, que foi encontrado pela Polícia Civil, que acionou, imediatamente, a Polícia Científica para os exames periciais. Uma perícia foi feita no local de crime e também na residência do casal. Lá, diversos vestígios de sangue foram encontrados.

O delegado agora aguarda os laudos periciais da Polícia Científica para determinar a forma como a criança foi morta. A mãe e padrasto tiveram a prisão temporária decretada pelo Poder Judiciário da Comarca de Indaial e foram encaminhados ao Presídio de Blumenau.



 



Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GFBj961lXAC5HR6GTjhg4J


Fonte: Redação. Foto: Reprodução
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.