Segunda-feira, 29 de novembro de 2021
Buscar
Fechar [x]
SEGURANÇA
24/11/2021 10h25

Acusada de matar grávida para ficar com bebê será levada a júri nesta quarta-feira

O julgamento de Rozalba Maria Grime acontece no plenário da Câmara de Vereadores de Tijucas e a expetativa é de que o veredito do júri ocorra ainda hoje.

Está sendo realizado nesta quarta-feira (24), a sessão do Tribunal do Júri com a mulher acusada de matar a amiga para retirar um bebê de seu ventre, em agosto de 2020, no município de Canelinha. 



O julgamento Rozalba Maria Grime acontece no plenário da Câmara de Vereadores de Tijucas, cuja entrada está sendo controlada pela Polícia Militar, com restrição ao público em atenção às normas de segurança sanitária para combate à Covid-19. 





Rozalba  Maria Grime



 



O júri será presidido pelo juiz José Adilson Bittencourt Júnior, titular da Vara Criminal de Tijucas, com a atuação dos promotores de justiça Alexandre Carrinho Muniz e Isabela Ramos Philippi, além da advogada Patricia Daniela Adriano como assistente de acusação. A defesa terá a atuação dos advogados Rodrigo Goulart e Bruna dos Anjos. É prevista a oitiva de 16 testemunhas arroladas.



Presa preventivamente a ré confessa, que em 27 de agosto tirou a vida da jovem professora de 24 anos grávida em Canelinha na Grande Florianópolis, foi pronunciada pelos crimes de feminicídio qualificado por motivo torpe, com emprego de meio cruel, mediante dissimulação e para encobrir outro crime. Também pelo crime de tentativa de homicídio qualificada pela impossibilidade de defesa (em relação ao bebê). Ela responderá, ainda, pelos crimes de ocultação de cadáver, parto suposto, subtração de incapaz e fraude processual. 

 





Corpo de mulher grávida foi encontrado em cerâmica desativada


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo informações preliminares, familiares da vítima foram os primeiros a chegar no local e se apresentaram na Câmara de Vereadores de Tijucas, na Grande Florianópolis, com cartazes pedindo justiça. Já a acusada Rozalba Maria Grime, também chegou à Câmara de Vereadores por volta das 8:40hrs, sob forte escolta policial.





Familiares protestam em frente a Camara de Vereadores 



 



A primeira testemunha a começou a ser ouvida por volta das 9:30 hrs e trata-se de um policial civil que estava de plantão no dia da prisão da acusada, sendo que ele está depondo sobre as informações falsas repassadas pela acusada que ainda tentava se livrar da culpa do crime que a três ano e meio chocou a população de Santa Catarina e do Brasil.   



 



Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do WhatsApp. Acesse https://chat.whatsapp.com/JBufyOx032T3Jer1iObXse


Fonte: Tribunal de Justiça de Santa Catarina/ Foto: ND Mais e Internet
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.