Quinta, 23 de maio de 2024
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
30/04/2024 11h00

SC declara situação de emergência em saúde pública por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)

A declaração foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial do Estado na noite de segunda-feira, 29

SC declara situação de emergência em saúde pública por causa de Síndrome Respiratória Aguda Grave — Foto: Governo de SC/Divulgação/Arquivo

O Governo de Santa Catarina declarou situação de emergência em saúde pública devido ao aumento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), elevando internações e superlotando hospitais e postos de saúde. A declaração foi publicada em uma edição extra do Diário Oficial do Estado na noite de segunda-feira, 29.

A medida foi tomada após um aumento significativo nas internações relacionadas à doença e a superlotação nas unidades hospitalares. Segundo dados do governo, 93,07% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Santa Catarina estavam ocupados até a noite de segunda-feira. O estado possui 1.328 leitos de UTI ativos, sendo que 1.236 estavam ocupados até as 22h do mesmo dia.

Índices Regionais de Ocupação de UTIs

Os índices de ocupação de UTIs variam de acordo com a região, indicando uma situação crítica em algumas áreas. Veja a situação de ocupação nas principais regiões de Santa Catarina:




  • Grande Oeste (Chapecó e região): 93,18%

  • Meio Oeste e Serra Catarinense (Joaçaba, Lages e região): 90,48%

  • Planalto Norte e Nordeste (Joinville, Jaraguá do Sul e região): 97,18%

  • Vale do Itajaí (Blumenau, Brusque e região): 95,72%

  • Foz do Rio Itajaí (Itajaí, Balneário Camboriú e Litoral Norte): 100%

  • Grande Florianópolis (Capital, São José, Palhoça e região): 98,19%

  • Sul (Criciúma, Laguna, Tubarão e região): 77,39%



Medidas para Combater a Situação

Com o decreto, o governo de Santa Catarina fica autorizado a solicitar bens, serviços e até mesmo leitos de entidades privadas com ou sem fins lucrativos para atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, o governo também pode flexibilizar normas do decreto para ajudar a reverter a situação crítica nos hospitais e postos de saúde.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que é a SRAG?



A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) é uma condição que resulta de casos de síndrome gripal (SG) que evoluem com comprometimento da função respiratória, frequentemente levando à hospitalização. As causas podem ser variadas, incluindo vírus respiratórios como os da Influenza tipo A e B, Vírus Sincicial Respiratório, SARS-COV-2, bem como bactérias, fungos e outros agentes.

Um indivíduo é considerado portador de Síndrome Gripal (SG) quando apresenta pelo menos dois dos seguintes sinais e sintomas: febre (mesmo que referida), calafrios, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza ou distúrbios olfativos ou gustativos. Para ser diagnosticado com SRAG, o paciente deve apresentar SG e um dos seguintes sintomas: dispneia/desconforto respiratório, pressão ou dor persistente no tórax, saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente, ou coloração azulada (cianose) dos lábios ou rosto.

A situação de emergência em saúde pública em Santa Catarina é uma resposta a esse aumento de casos e busca aliviar a pressão sobre o sistema de saúde. A população é incentivada a adotar medidas de prevenção e cuidado para ajudar a conter a propagação da SRAG e evitar uma crise sanitária mais grave.



 



Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do WhatsApphttps://chat.whatsapp.com/GFBj961lXAC5HR6GTjhg4J


Fonte: Redação/Governo do Estado
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.