Segunda, 27 de maio de 2024
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
27/02/2024 16h47

São Ludgero usa drone para combater o mosquito da dengue

A ferramenta será utilizada pela primeira vez no município

A cidade de São Ludgero vai usar pela primeira vez, oficialmente, um drone para auxiliar na identificação de possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. A ação será realizada amanhã, dia 28, em três bairros: Encosta do Sol, Nossa Senhora Aparecida e Bela Vista.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria da Saúde do município e o Consórcio Intermunicipal Multifinalitário da Amurel (CIM/Amurel), que disponibilizou o equipamento. O drone tem autorização do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) para sobrevoar a área e captar imagens que possam revelar locais com água parada, propícios para a reprodução do mosquito.

O coordenador administrativo da Amurel, Everson Guimarães, será o responsável por pilotar o drone, com o acompanhamento dos agentes de endemias de São Ludgero. A ação foi planejada em uma reunião realizada no dia 10 de outubro, seguindo as normas legais e de segurança.

A secretária da Saúde de São Ludgero, Morgana Rech da Silva, afirma que o uso do drone é mais uma medida para combater a proliferação do Aedes Aegypti, que já é considerado um problema epidêmico na cidade. “O drone vai nos ajudar a identificar focos que não conseguimos ver nas vistorias e visitas por terra. Assim, poderemos eliminar esses criadouros e evitar a transmissão das doenças”, explica.

O prefeito de São Ludgero, Ibaneis Lembeck, o Iba, destaca a importância da parceria com o CIM/Amurel e a Amurel, que forneceram o drone. “Essas entidades existem para dar suporte aos municípios e durante o período de quatro anos que estive à frente do CIM/Amurel o drone foi um dos vários equipamentos adquiridos em parceria com o Governo do Estado”, diz.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O prefeito também reforça o pedido à população de São Ludgero para que não deixe água parada em recipientes, como vasos, pneus, garrafas, caixas d’água, entre outros. Ele lembra que a cidade tem nove bairros infestados pelo mosquito, 65 armadilhas e 12 locais estratégicos monitorados. Até o momento, nenhum caso de dengue foi confirmado no ano, mas há oito suspeitos, sendo seis aguardando laudo, um aguardando coleta e uma recusa de coleta.

A secretaria da Saúde disponibiliza um telefone e um whatsapp para denúncias relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti ou mais informações: 3192 1904.

Além do drone, São Ludgero conta com um laboratório de entomologia, que funciona desde setembro de 2023, com o objetivo de identificar e estudar insetos, em especial, o que é relacionado ao mosquito Aedes Aegypti. O laboratório foi implantado com investimento da gestão municipal, por meio da secretaria da Saúde.

 



Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GFBj961lXAC5HR6GTjhg4J


Fonte: Redação. Foto: Prefeitura de São Ludgero
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.