Sábado, 15 de junho de 2024
Buscar
Fechar [x]
SAÚDE
06/03/2024 11h11

Manu Veiga relata como descobriu o câncer e como foi realizar o tratamento; confira a entrevista completa

Jornalista descobriu a doença ao fazer o exame papanicolau.

Em entrevista ao Jornal Hora Hiper desta quarta-feira, dia 6, a jornalista Manu Veiga relatou como foi passar pela luta contra o câncer de colo de útero. Em conversa com os apresentadores Rafael Bicca e Niltinho Veronesi, Manu falou sobre a descoberta e sobre o tratamento enfrentado no último ano.

“Eu estava realizando um tratamento de canal em um posto de saúde da cidade de Laguna, nessas idas frequentes ao dentista, eu vi que o exame preventivo estava disponível, fiz por fazer, 15 dias após, as profissionais me ligaram pedindo para que eu voltasse lá com urgência”.

Manu foi até a unidade de saúde acompanhada da mãe, a médica responsável pela unidade informou que ela estava com uma lesão grave no colo do útero, um pré câncer, e já passou todas as instruções para o início do tratamento.

“Eu pensei imediatamente na quimioterapia, na consulta, a doutora me disse que a quimio não é a única forma de tratamento disponível e meu câncer não estava avançado a ponto de necessitar”.



 


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após o diagnóstico, recebido em uma sexta-feira, Manu procurou uma clínica de Laguna para realizar uma bateria de exames já na segunda-feira, na terça deu entrada no hospital e quarta realizou a cirurgia, tudo na mesma semana.

“Como foi tudo muito rápido, no primeiro dia foi um baque muito grande, mas a vontade de resolver foi primordial e eu fiz de tudo para que a cirurgia fosse realizada o mais rápido possível”.

Após a cirurgia e realização da biópsia, Manu soube que estava com uma lesão NIC 1 e disse que hoje está recuperada. Durante a conversa, a jornalista relatou que até a realização do preventivo ela não teve nenhum sintoma, a doença foi silenciosa e que um dos fatores mais importantes na sua recuperação, foi o grupo de apoio.

“Passar por isso muda a perspectiva sobre a doença em geral, começamos a enxergar pela visão de quem já passou, enfrentamos todo o medo, fragilidade e as dificuldades que ela traz”.

E ela finaliza a conversa fazendo um alerta.

“Diversas meninas jovens perdem a vida por não realizar o preventivo, então é fundamental realizar esse exame, é sim desconfortável para a mulher, mas muito melhor do que passar por essa doença terrível”.

Confira a entrevista completa.

 









 



Receba as principais informações do portal em nosso grupo de leitores do Whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GFBj961lXAC5HR6GTjhg4J


Fonte: Redação
Hora Hiper

Tubarão / SC
Avenida Marcolino Martins Cabral, 1788, Edifício Minas Center, Sala 507, 88705-000, Vila Moema
(48) 3626-8001 (48) 98818-2057
Braço do Norte / SC
Rua Raulino Horn, 305, 88750-000, Centro
(48) 3626-8000 (48) 98818-1037
Hora Hiper © 2020. Todos os direitos reservados.
Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.